O OBJETIVO E A AÇÃO

O OBJETIVO E A AÇÃO 

Ainda podemos considerar que o ano vai começar e podemos nos preparar. O melhor é que já no primeiro semestre a maioria dos empresários e executivos estão otimistas. Essa afirmação está fundamentada nos muitos contatos que fiz neste início de ano, com diretores de multinacionais, empresários do varejo, industriais e gerentes de vendas. 

Quando as pessoas estão otimistas fazem planos, irradiam esperança, expressam seus melhores sentimentos e transmitem as boas novas sobre o que estão pensando que irá acontecer. Envolvidos numa esfera positiva acabam por contagiar as pessoas com quem estão conversando. Sem perceber, falam com energia e passam convicção. De um instante para outro, como que num toque de mágica, todas as pessoas parecem ficar alegres, esperançosas e otimistas. 

O que leva uma pessoa a ser otimista e a ter esperança? 

Ter objetivos e propósitos definidos. O que tenho presenciado é que uma pessoa que tem objetivos e propósitos claros e definidos torna-se decidida, convicta e, por isso, transmite mais facilmente credibilidade e confiança. Quando você define o que quer alcançar, a sequência natural é começar a ter pensamentos que revelam as ações que precisará para realizar o seu desejo. 

Muitas pessoas me perguntam: “Os pensamentos com as ações que preciso fazer aparecem, mas como faço para não pensar nos obstáculos?”. Respondo no ato: 

Primeiro – “Ninguém consegue coisas a troco de nada” 

Todos os dias a polícia prende pessoas tentando conseguir alguma coisa a troco de nada. Quem tem pensamentos assim ou age dessa forma vive fora da realidade, longe de um ambiente de dignidade, honestidade e integridade. Quando uma pessoa não quer fazer um trabalho necessário para conseguir uma coisa, na realidade ela ainda não entendeu o segredo para conseguir tudo que quer: fazer antes de receber. 

Segundo – “Os obstáculos são os pontos que você terá de superar se quiser ter o que deseja” 

Se você escolheu um objetivo é porque você ainda não conseguiu o que deseja. Se quiser realmente alcançar seu objetivo terá de ir a luta, superar os obstáculos e chegar até o seu objetivo. A razão é esta: ir a luta, trabalhar em favor do seu objetivo. 

Terceiro – “Parta para a ação” 

Depois que decidir o seu objetivo, não há outra alternativa a não ser: fazer o que precisa ser feito. Não meça esforços. Não fique achando que está errado e que deve mudar de objetivo. Se ele chegou a sua mente é porque é importante para o seu sucesso e para a sua vida. Quando necessário corrija o rumo, mude o caminho, mas não desista de fazer as ações que levem a alcançá-lo. 

É muito comum na área de vendas ouvirmos: “Este ano eu quero ganhar muito dinheiro!”, “Este mês vou vender bem!” ou “Estou precisando ganhar dinheiro e rápido!”. Quando falam coisas assim os vendedores acham que estão definindo um objetivo, mas estão apenas revelando o que gostariam que acontecesse. De cada dez, não mais do que dois ou três têm a sorte de ganhar o que esperavam. Se fizessem da maneira correta aconteceria o contrário. 

Se quisermos vender mais para sermos os campeões de vendas e consequentemente ganharmos mais dinheiro, precisamos pensar no trabalho que será preciso fazer para conseguir isso. Dificilmente um vendedor consegue sucesso na carreira apenas vendendo bem de vez em quando. E se quer vender bem sempre, precisa ter isso como um objetivo e saber que terá de dar algo a mais em troca, como: aumentar a sua dedicação, começar a trabalhar mais cedo e parar mais tarde, conquistar novos clientes, fazer melhor o trabalho de pós-venda, pedir mais indicações, negociar melhor, planejar uma forma de vender mais para os clientes atuais. 

Sempre que temos um objetivo em mente devemos lembrar que o mais importante é planejar e logo em seguida partir para a ação. Um ótimo mês de vendas para todos nós! 

 

Paulo Ferreira

CEO – Instituto Supra

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Comentários

Rolar para cima
Precisando de Ajuda?